quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Aero Willys do Sady Abê

O "Ratão" enviou um ótimo registro de um carro incomum que correu no automobilismo gaúcho no início dos anos 70. Trata-se do Aero Willys do piloto Sady Abê. Ele já havia aparecido por aqui, mas esta é a primeira imagem a cores que vejo desse carro. O registro parece ser de 1972 e aparecem ainda os Opalas do Pedro Carneiro Pereira, José Asmuz, o Simca do Afonso Iglesias e mais um Fusca que não consegui identificar.

Ao que consta Sady competiu na Divisão 3 com o Aero Willys em 1971 e 72, sendo que ainda em 72 ele substituiu este por um Simca. Chegou a obter uma vitória com o Aero Willys durante a primeira bateria da terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Divisão 3, Classe C, no dia 07 de Junho de 1971, prova preliminar da Fórmula 4 Argentina. José Asmuz venceu a segunda bateria.


O "Ratão" enviou também uma recordação de um churrasco feito na casa do Sady, quando ele e outros amigos, entre eles o Carlos Frederico Matzenbacher e seu filho, estiveram por lá.


Valeu, "Ratão"!

Fonte das imagens: arquivo Carlos Eugênio, enviado por João Cláudio Müller.

17 comentários:

Carlos Alberto Petry disse...

Um detalhe do Aero do Sady, nesta prova em que tivemos também a F4 argentina, o Sady, "cabra inteligente" correu utilizando pneus cidade campo em detrimento dos Cinturatto Pirelli, e pelo que parece deu certo, foi minha primeira corrida após a "carreira" como estreante e novato, e nela me recordo da participação também de dois amigos de hoje o Antonio Miguel Fornari com um Fuca nº 53 (é 53 mesmo) e do Davenir Darci Dreher com um Simca nº 72.

Carlos Alberto Petry disse...

Esqueci, foi nesta prova também que o Chico Feoli, chegou no nosso boxm onde eu ia correr pela primeira vez com o DKW foguete dos irmãos Hoerlle e me ensinou o traçado de chuva, que naquele dia estava mais pra dilúvio...

Anônimo disse...

Buenas!
Se não me engano, o Sady era também preparador de carros de arrancada. Lá em Tres de Maio, no Noroeste do Estado do RS, em Santo Angelo, e São Luiz Gonzaga, nos anos 80 haviam muitos eventos de "arrancada". O Sady era preparador de um dos bons em Tres de Maio.
Pedrão-SMO

luizborgmann disse...

Me parece que no ano passado (ou antes disso) o Aero ainda permanecia com o Sady, pois ele o anunciou à venda em uma revista de carros antigos, como "o único Aero Willys de competição". Para o Sady Abê, onde foi parar o Aero?
luiz borgmann

Anônimo disse...

Buenas!
Vi uma foto o Aero em um desfile ou exposição de carros antigos, se encontrar a foto eu mando.
Pedrão-SMO

luiz disse...

Em uma 12 horas , aquela que o homenageado foi Jose Asmuz. Encontrei o Sadi e o Aero Willys (cover) pois o original foi destruído em um acidente entre a 1 e 2 +_ 1972.
Eles estavam prontos para o desfile que antecedeu a prova mas parece que não deixaram andar.
Grande pessoa o SADI excelente restaurador.
Eng. da Madrugada

Italo disse...

Que coragem, correr de Jeep Willys carenado. :-)

Nunca tinha visto um Aero de pista, esse foi mesmo o único ?

Anônimo disse...

Olá Pessoal!

O Sadi ainda tem o Aero(couver)e pronto para por na pista, assim como na década de setenta. Sanco, me manda teu email que envio fotos do Aero atual e posso mandar algumas dos anos 70 também. Abraços meus e do Sadi.
Eduardo Keenan
eduardo@promecanica.com.br
F: (51)9901 2247

Anônimo disse...

O Sady participou de Aero Willys, também em Rallye de Regularidade!!!
Abraços a todos e ao grande Eduardo Keenan!

Renato Pastro

Fernando Wortmann disse...

Gostaria de avisar a todos que o Sady continua em plena atividade e a dois anos atras ele finalizou a construção de meu HOTROD, um Ford Fairlane 55 que o Sady fez quase todo sózinho e o Aero também tá pronto da ultima reforma,realmente ele conhece muito,e visitar o sitio do Sady, é fazer uma viagem na história do automobilismo.
Tenho fotos dos dois carros,tentarei enviar

Anônimo disse...

Nosso grande amigo "Sady Abê", com muita garra levou para as pistas o possante Aero Willys, que de esportivo só tinha os parentes Renault Gordini, 1093 e Berlinetas, mas que nas mãos do nosso herói, chegou a vencer provas.
Forte abraço para este amigo que "anda de Lambretta" em nossos corações.
Eugênio Tramontini
ENCANTADO - RS

Familia Abe disse...

Olá somos netas do Sady Abe e acabamos de mostrar a ele o blog e os comentários. Ele ficou muito emocionado e gostaria de agradecer a todos pelos comentários e pelo carinho. Ele diz que o sítio esta a disposicao para visitas ou para festas. Fone do Sady (51) 34881060 ou (51) 97451071. Abraços Camila e Michele Abe.

Família Abe disse...

Quem quiser aproveitar os telefones divulgados para parabenizar o Sady que estará de aniversario no próximo dia 1 de junho. Desde já agradecemos o carinho.

Blog do Pre disse...

boa noite pessoal: estava vagando pela internet e encontrei este manancial de recordacoes de minha infancia, onde saia da zona norte de onibus e ia para taruma assisitr as corridas.
Nossa, o sady, em uma das 12 horas que assisti, desmanchou o motor na madrugada, montou de novo e ainda rodou de manha.
lembro disso, que legal.
Eu gostava do opala 32 do azmus, mas me lembro do aero do sady.

Elias Georges disse...

Bom dia, Gostaria de parabenizar o Sr Sady, pelas grandes corridas na decada de 70, tais corridas na qual inspiram a doença que tenho pelo automobilismo, essas histórias eram contadas pelo meu pai ( Nassif Georges) que na época morava em Três de Maio e ele e o Sady eram companheiros e amigos na época, tenho muita curiosidade em conhece-lo, pois mesmo que ele não saiba foram eles ( Meu Pai e Sady) que me influenciaram em minha formação de Eng. Mecanica, e nas restaurações que faço de opalas e mavericks, na qual me criei vendo e ajudando meu pai a fazer.
Gostaria se possivel que me enviasse algum email (eliasgeorges@ibest.com.br) com endereço do Sady, para que na proxima oportunidade eu possa visita-lo e ter a honra de conhece-lo como um grande piloto e um grande amigo que não conheço mas ja ouvi falar muito......

Abração a todos,
Elias Georges

lucca machado disse...

È um prazer imenso relembrar as historias desta lenda do automobilismo gaúcho.
Sady é de um tempo em que o automobilismo era feito no fundo de garagem ,com amor ,madrugada a dentro ,a base de chimarrão ,churrasco.Um tempo em que o preparador Sady Abe descobria a regulagem ideal do motor "de ouvido".

FERNANDO WORTMANN(pai) disse...

O Sady Abê alem de ser um tremendo conhecedor de mecanica é um CAVALHEIRO na acepção da palavra ,ademais de ser serissimo.Tenho-o como um querido amigo e sempre desejo que tenha vida longa e muitas alegrias por tudo que ja fez.