domingo, 1 de maio de 2011

Desafio da Semana

Que prova foi essa? Quem eram os pilotos? Quando foi isso?


Essa resposta vai nos trazer algumas boas histórias.

Mãos à obra!

24 comentários:

Rodrigo Elesbão disse...

O chute é livre.
Tarumã, Speed 1600
Carlos Castro
1989

Heitor disse...

Este fusca nº 27 era de um piloto de Giruá que ganhou algumas corridas no início da Copa Fusca em 1989, mas não lembro o nome dele.

Endrigo de Castro disse...

Se o chute é livre, to dentro! O amarelo é um cara chamado Licínio, mas não lembro de que cidade era, o vermelho é do Carlos Castro ( baita piloto )e o 69 ao fundo vai ser um chute do meio de campo, não é o Gevásio Horácio? 1990 é meu palpite! saudades!

Anônimo disse...

Buenas!
É o Licínio lá de Giruá, não lembro o sobrenome, se não me engano é Rodrigues. Mora na frente da Rodoviária de Giruá. Foi o primeiro campeão da Speed gaúcha. Ia para as corridas de caminhão carregando o carro e mais todos os apetrechos de churrasco.Acho que hoje cuida das fazendas da família.
Pedrão-SMO

Roberto Lacombe disse...

27 Licínio de Oliveira Neto, 5 Carlos Alberto Castro (falecido), 69 Gervásio Aparecido Horácio 'paulista'de Gravataí, prova inaugural da 'Volkswagen 1600 Standard' como se chamava a categoria antes de virar Speed 1600.
Acho que atras do Lícínio é o Giovani de Viamão.

Domenesh disse...

to com o Roberto..
E o ano é 1988 foi uma das primeiras provas dos speeds...

luizborgmann disse...

Quando os Speed Fuscas foram disputar um torneio contra os Speed em Curitiba, no autódromo de Pinhais, no inicio dos anos 90, o Carlos Castro (#5 na foto)impôs sua técnica na pilotagem e preparação. O regulamento no PR era pouco diferente, mas a maior diferença era eles usarem rodas 14pol de diâmetro, enquanto no RS utilizavam as 13. Certa ocasião me contaram (alguém confirma a veracidade) que o Carlos Castro tinha a origem como mecânico de ônibus em Viamão, tendo se especializado nos Fusquinhas. Infelizmente o Carlos Castro faleceu muito cedo.
luiz borgmann

Roberto Lacombe disse...

Tá enganado Luis, foram realizadas 2 provas em Curitiba, o Castro não correu nenhuma das duas, na primeira em 91 quem venceu foi o André Senger com o Guto Furst em segundo, um paulista em terceiro e eu em quarto. A história da troca dos pneus 165 por 175 com aros 13" dos gaúchos é verdadeira. paulistas e Cariocas usavam aro 14".

Na outra oportunidade eu não estava mas tenho certeza que o Castro não participou, ele já havia parado.

Tem matéria aqui no blog sobre a 2ª prova no link do Luis Figueira.

luizborgmann disse...

Alô Lacombe. É, parece que estou enganado, porém o carro dele seguiu na carreta, houve quebra? Mas fui assistir a corrida, na época eu morava em Curitiba. No link mencionado, aparece o Jair Bana #2 rodando, que era um dos botas paranaenses da categoria mais o curitibano o Rogério Marquetto (rojão) #8. Conversei bastante com o Paré a respeito desta categoria e da corrida no Paraná (o carro dele #2 está na carreta) e ele iria fornecer um acervo grande de fotos para colocar no blog, mas veio a falecer antes de me entregar as fotos para digitalizar.
Um abraço
luiz borgmann

Endrigo disse...

Lendo vocês, que com certeza tem maiores recordações que eu, e sabem muito mais, fiquei com muito mais saudades! comecei a frequentar o autódromo em 88, aos 11 anos, acompanhando meu tio ( speto ) e com certeza forma grandes momentos da minha vida. Ao ler os amigos, citando nomes, vou lembrando aos poucos de alguns personagens! grande abraço

Leandro Sanco disse...

Endrigo, teu tio é o Espeto que corria de Fusca?

Anônimo disse...

Ele mesmo.
Ontem após a postagem, liguei pra ele pra falar sobre o blog!

Leandro Sanco disse...

Endrigo, me manda te e-mail? O meu é leandrosanco@gmail.com

luizborgmann disse...

Bem que o Espeto poderia colocar as fotos do Gordini que ele e o Urbano fizeram para as 12 horas (me parece que foi 98?)e que andou bem mas quebrou na mdrugada, é isso?
luiz borgmann

Endrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Endrigo disse...

ooooooops
endrigo.madebox@hotmail.com !
agora tá certo, descarta o outro

Anônimo disse...

VOLCASTRO - Era uma oficina Especializada Volks em Palmeira das Missões (anos 80)
Familia unida que conhecia TUDO DE VOLKS de 1200 a 2200. Vários motores especiais para estrada e arrancada como se estivesse um mercado tipo Macro.
Eng. da Madrugada

Ramon Mendes e Vitor Delasanta disse...

O fusca em primeiro plano e de uma equipe de Palmeira das Missões

Luciana de Castro. disse...

Roberto Lacombe, me desculpe, mas quem está enganado é vc.O Castro correu sim em Curitiba e eu sei muito bem pois estava lá.E por sinal era considerado o melhor piloto de automobilismo.Ele não havia parado não, até mesmo corria em outras categorias. O Luiz Borgmann tem toda razão.Realmente ele parou quando veio a falecer.Infelizmente não está mais entre nós,mas foi deixando sua marca registrada. Luciana de Castro.( filha de Castro)

carlos castro disse...

meu nome é carlos castro, filho do piloto que corria com o fusca numero 5. adorava ir em todas as corridas do pai. meu idolo . que pena que ele se foi , nunca mais coloquei meus pes em taruma . sinto sua falta , mesmo ele sendo fechado eu o adorava. meu idolo..........
fique com deus , meu pai
de seu filho carlos castro.

Samuca disse...

sim vc ta certa Luciana. O Castro preparava o carro de corrida do meu Irmao no final de 97 e começo de 98 Frank Machado, e lembro q ele falava(enquanto fechava os motores na oficina dele, sempre com um litrao de coca-cola)com muito orgulho q era o unico piloto, ate p momento q tinha andado em TODAS AS PROVAS DA SPEED 1600,desde a estreia da categoria q so tinha 5 carros e tiveram q pegar um fusca de rua q estava no Tala-Larga so para ter o numero minimo de 6 carros para a corrida ser considerada oficial. Muita saudade desse mestre tanto de preparação como piloto e mais ainda como pessoa. Sempre pronto para ajudar com fosse, com vontade e com um coração enorme.

Anônimo disse...

No fusca amarelo é LICÍNIO ANTUNES DE OLIVEIRA NETO, de Giruá - RS.

Hoje em dia não corre mais. Parece que é advogado.

Diovane Zapata disse...

O fusca vermelho era do meu avo carlos castro 05

Anônimo disse...

O Licínio do fusca 27 é primo do meu pai, me lembro até hj de ir pequeno assistir ele correr em Tarumã logo depois comprei meu primeiro kart e corri muitos anos com o número 27 tbm. Parei de correr em 99 e voltei ano passado nos karts e Hj por coincidência entrei na internet para ver se achava um speed a venda e vim parar aqui nesse blog onde encontro essa foto e essas recordações grande abraço pra todos vcs!