terça-feira, 30 de outubro de 2012

Enquete 12 Horas - Resultados


Lembram das enquetes que fizemos lá no início do ano para tentar identificar as causas para a diminuição constante do público e do grid na prova mais tradicional do estado? Pois é, por falta de tempo acabei não dando continuidade às discussões e o assunto ficou pelo caminho. Mas, antes tarde do que nunca, afinal falta pouco mais de um mês para a 32ª edição das 12 Horas, retomo o assunto com os resultados das duas enquetes que passaram por aqui.

A primeira abordava a questão do público, perguntando aos blogueiros a receita para trazer o público de volta ao autódromo. Bom das 21 ideias lançadas (boa parte delas colhidas a partir de comentários feitos aqui), destacarei aquelas que reuniram mais de 50% dos votos. Foram sete. Farei alguns comentários a seguir:

7ª - Listagem dos inscritos na portaria a partir dos treinos:
É comum ouvir reclamações do público de que não sabe quem são os pilotos que estão no carro A ou B, mas o que parece fácil de resolver na verdade não é. Dia desses, conversando com o Fernando Silva, que atualmente faz o material com as informações dos inscritos para as etapas do Marcas, Copa Fusca, etc, ele comentou que fica inviável fazer isso nas 12 Horas em razão de que muitas equipes deixam para se inscrever em cima da hora. É comum, chegar no dia da classificação - quinta-feira - e encontrar uma listagem com 15, 18 carros e com muitos deles ainda com apenas um piloto definido. Uma forma de resolver o problema seria limitar o prazo da inscrição um dia antes da classificação, assim haveria como produzir o material para ser distribuído ao público na entrada do autódromo.

6ª - Participação de pilotos e carros de outros estados:
Tradicionalmente havia um conflito de datas entre duas provas longas no sul do país. As 12 Horas e as 500 Milhas de Londrina. De acordo com as informações que recebi essa coincidência não ocorrerá neste ano, portanto é provável que alguns carros que correm por lá, participem também da prova em Tarumã e vice-versa. De qualquer forma, a última vez que tivemos um grid com muitos carros e pilotos de fora, foi em 2003, quando a prova valeu pelo Brasileiro de Endurance. Mas acho que nesse ponto, seria interessante ver pilotos de expressão nacional correndo nas 12 Horas. Já pensaram se um Cacá Bueno aparece na lista de inscritos? Não que eu simpatize com ele, mas garanto que haveria bastante gente interessada em vê-lo em ação nesta prova tão peculiar.

5ª - Sistema de som em todo o autódromo:
Hoje é possível ouvir o "Perna" na reta e em parte do Tala Larga, mas creio que o custo para adicionar mais alguns pontos (curva 3 e saída do Tala) não seja muito expressivo. Além de divertir a turma, as informações são úteis para entender o que está acontecendo na pista, pois depois da primeira hora, quem não está no alcance dos autofalantes, fica totalmente perdido.

4ª - Melhor infraestrutura de banheiros:
Ir ao autódromo numa 12 Horas requer muito espírito de aventura. Caso seja necessário utilizar um banheiro, é melhor pensar num matinho, pois, salvo o do restaurante, os demais - até a última 12 Horas - estavam em estado muito precário. Ouvi comentários de que com as reformas, esse ponto foi melhorado. Irei no autódromo daqui a uns dias, daí vou conferir. Se estiverem OK, é mais um passo para que toda a família se sinta mais à vontade de acompanhar a prova.

3ª - Maior divulgação na imprensa:
Alô imprensa e ACRGS! Se a turma diz que não tem informações sobre a prova, o que pode ser feito para reverter a situação? Acho que a divulgação na internet não é suficiente. É necessário penetração em jornais (Zero Hora e Correio do Povo, no mínimo), e TV, principalmente RBS, com matérias no Globo Esporte ao longo da semana que antecede a prova. Isso certamente vai ajudar a atrair mais público.

2ª - Telões ligados na cronometragem:
Essa é uma ideia que tornaria a prova muito mais interessante para o público. Muitos dos que acampam no autódromo, ficam sabendo quem está na liderança só nas primeiras horas da manhã e, até por não ter as informações sobre a disputa, acabam perdendo o interesse na prova. Se fosse colocado um telão sobre os boxes, voltado para a reta, e outro no Tala Larga, tenho certeza de que daria um bom resultado.

1ª - Grid entre 40 e 50 carros:
É indiscutível que as 12 Horas só se torna interessante se o grid for "graúdo". É preciso ter atrações, carros diferentes, pilotos de expressão, mas é preciso também que a reta esteja cheia de carros. Estou falando não de 30, mas de 40, 50 carros. 12 Horas é sinônimo de muitos abandonos, acidentes, mas se chegarmos ao final com poucos carros, é mais um motivo para o público ir embora. O grid é tão importante para o sucesso da prova que a segunda parte da enquete vai falar exclusivamente sobre isso. Publicarei essa parte ainda essa semana.

Vamos dar uma passada no resultado geral.

Ideia        Votos              %
Grid entre 40 e 50 carros. 109 78
Telões ligados na cronometragem. 88 63
Maior divulgação na imprensa. 86 61
Melhor infraestrutura de banheiros. 77 55
Sistema de som em todo o autódromo. 76 54
Participação de pilotos e carros de outros estados. 74 53
Listagem dos inscritos na portaria a partir dos treinos. 73 52
Retorno da largada Le Mans (carros parados na diagonal). 68 48
Substituir o racha por provas preliminares. 64 46
Ter mais carros de Turismo no grid. 63 45
Acesso às curvas do Laço e saída do Tala Larga. 58 41
Iluminação de mais pontos da pista. 58 41
Maior durabilidade e disputa entre os carros. 48 34
Participação de pilotos e carros de outros países. 38 27
Haver disputa de títulos pelos campeonatos regionais. 36 25
Distribuição de brindes para o público. 30 21
Realização de shows (musicais e/ou aéreos) durante a noite. 30 21
Haver chance de disputa entre Protótipos e Turismo (handicap). 27 19
Mais locais para acampamentos. 26 18
Prova disputada apenas pelos carros de Turismo 21 15
Substituir Safety-Car por bandeiras vermelhas. 10 7

Alguns comentários:

- A largada Le Mans quase atingiu 50% dos votos, mas creio que o fator segurança impeça que ela seja realizada novamente.

- Eu imaginava que a turma iria pedir mais espaço para acampar e assistir à prova, mas pela enquete isso não pareceu tão importante.

- Uma 12 Horas só com carros de turismo, que foi um assunto bastante falado nos comentários, obteve apenas 15% dos votos.

- A ideia de parar a prova quando dos acidentes, também teve uma votação baixa.

Bom, essa pesquisa retrata a opinião dos poucos que por aqui passam. Mesmo assim, vou encaminhar os resultados para a organização da prova. E vocês, o que acharam dessa primeira parte? Amanhã ou quinta, publicarei a sequência.

8 comentários:

Fernando Silva disse...

Pensamos varias vezes em fazer o nosso material,bom mais como tu falou a listas de inscritos não é 100% certa tem pilotos que se inscreve faltando 20 minutos para largada,outra a falta de interesse de algumas empresas eles não tem interesse ,ano passado eu ofereci até mesmo para equipes quie andam as 12 horas nenhuma me respondeu .ai fica complicado

Nildo Júnior disse...

Sanco, a maior dificuldade deste ano é que a data programada para as 12 Horas coincide com a inauguração da Arena do Grêmio. Não vei ter nenhum espaço de mídia para as 12 Horas, só vai se falar do novo estádio do Grêmio. A corrida deveria ser adiada para o dia 15 de dezembro e evitar o conflito de interesses. Dificilmente o Correio do Povo vai conseguir transmitir ao vivo, tal como fez no ano passado, as 12 Horas da prova. Parece-me que os pilotos estão mais preocupados em correr do que apresentar um espetáculo.

Leandro Sanco disse...

Nildo, teu comentário, somado ao do Fernando, me fazem crer que a pilotada não está se importando com o público. Acho que valeria uma discussão com a acessoria de imprensa do ACRGS, não achas?

Anônimo disse...

Acredito que para haver maior divulgação nas mídias, somente com um aporte financeiro de patrocinadores, como aconteceu com o Sicredi que deve ter pago as reportagens sobre a Mercedes Gran Challange no ZH da última semana.
Abraço.

Alexandre.

Fernando Silva disse...

É uma pena já que nós tanto da epoca do Curva 1 do Eduardo Tomedi e agora com o Velocidadesul a gente faz tudo com nosso bolso a gente só tem a credencial,não temos patrocinio de nada o Sanco mesmo foi testemunha disso por muitas veze.
Esse ano que conseguimos com a Vivo emprestar modens 4g para o primeiro final de semana ,pronto mudou resumindo ficamos sem a vivo agora vamos ir com nossa humilde 3g e rezar para funcionar as 12 horas.E uma pena mais vai ser umas 12 horas fantasma pq concorrer com as inauguração do estadio do Grêmio nossa se sair na midia vai ser de pular.

Anônimo disse...

Buenas!
Sanco, não concordo com tua opinião quanto ao Cacá Bueno.
É uma excelente pessoa, e seria bem vindo. Até como convidado especial. E, por que não pilotando um dos carros preparados pela MetalMoro para a Copa Petrobrás de Marcas.
Lembro de muito tempo que tenho contato com Cacá, quando iniciou a correr pelos Pampas Argentinos. Efetuava constantes bricadeiras com meu filho, hoje médico. Não sei qual dos dois era mais criança (acho que era eu).
Vale a dica.
Abraço Forte.
Pedrão-SMO

Leandro Sanco disse...

Pedrão, a citação ao Cacá foi um exemplo. Como piloto, ele é um dos melhores da atualidade no país, isso ninguém tem dúvida. Independente de eu simpatizar com ele ou não (o que não importa), ter um bota como ele guiando um MXR ou um GT valorizaria e muito a prova.

Abração!
Vais aparecer nas 12?

Pajé disse...

O público não vai mais porque fecharam todos os lugares bons de acampar e assistir as corridas em Tarumã, além de não botarem churrasqueiras e banheiros! Primeiro fecharam a estrada que passava atras da curva 1 que levava para o bar que existia no barranco da curva 3 que também ia pra curca do laço que pra mim era o melhor lugar para sentir de perto a emoção dos carros e motos! Desgraçado de quem fez isto! Depois venderam o resto da sombra de arvores e mais da metade da saída do tala do lado do cartódromo para dar lugar pra meia duzia dar tirinho de arminha de tintas e ainda cercaram a area que até hoje não entendo o motivo que não podemos entrar em dias de prova se formos pedir quase nos agridem! Não sei o babaca que deixou isto acontecer com Tarumã! Se eu fosse o presidente de Tarumã abriria de novo a curva do laço que pode ser acessada por tras da reta e toda a saída do tala larga no mínimo!