quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Virabrequim roletado

Ao final de 1969, o #41 do "Nico" Monteiro já era visto como um sério adversário, onde quer que fosse. Vice campeão em sua classe e acumulando várias vitórias, as expectativas para 1970 eram as melhores.

Já acostumado com as provas em Santa Catarina, enquanto aguardava a conclusão do Autódromo de Tarumã, a prova 400 km de Joaçaba foi o primeiro desafio de 1970, no mês de Maio. "Nico" teve o piloto Vlademir Soares, o "Vova", como dupla e o resultado refletiu a força do #41. "Nico" e "Vova" concluíram a prova na primeira colocação no geral. A imagem abaixo mostra o #41 e o #47 da dupla Antônio "Janjão" Freire e Fernando Esbroglio. "Nico" lembra da prova como um "corridão", onde deixaram para trás até os Opalas da Envemo.



Para a tão esperada inauguração do Tarumã, "Nico" inscreveu um protótipo AC com motor Puma 1800 cc com virabrequim roletado feito pelo preparador "Zé" Guedes. O carro participaria da prova principal, junto das feras brasileiras do momento, como o Bino, o Fúria, o Opala #84, entre outros. Nos treinos obteve o sexto tempo na classificação com 1min26s7. O pole position, o Bino de Luiz Pereira Bueno, fizera 1min18s2. "Nico" lembra que ficou entre os ponteiros por bastante tempo. Quando faltavam umas dez voltas para o final o Pedro Victor De Lamare com Opala e Camilo Christófaro com a Carreteira Corvete o ultrapassaram, mas mesmo assim ainda ficou em sexto lugar, sendo o melhor gaúcho classificado.


Aquela foi a única participação do piloto com o AC. Eu pedi a ele para buscar mais informações sobre o carro, devido ao grande interesse que há em saber mais sobre ele, e também para onde foi. Ele ficou de ver o que consegue.

A partir da inauguração do Tarumã, "Nico" correu boa parte das provas longas disputadas no circuito como 500 km e 12 Horas, até o ano de 1975. A imagem abaixo, de 1971, mostra o Fusca #26 bordô do "Bocão" Pegoraro, sendo que este correu numa prova de Estreantes e "Nico", com o mesmo carro, na prova para graduados.


Abaixo dois momentos em 12 Horas, sendo o primeiro em 1971, na chegada do Laço, em meio ao Fusca #62 do Rejany Franzen e do Simca #51 do "Beto" Kuenzer. O segundo é do final da prova de 1972. "Nico" aparece com o primo "Neco" Torres e ambos abraçam o Vilmar Azevedo.



"Nico" também lembra de outros companheiros com os quais pilotou, tais como Cláudio Mello, Nelson Barro, Rejany Franzen, Emílio Boeckel, Fernando Moser, Vilmar Azevedo, Raffaele Rosito, entre outros.

Esse foi um breve resumo da trajetória nas pistas do novo Jurássico. Certamente a história do "Fuca barulhento" foi uma das melhores já registradas aqui. Espero encontrá-lo em breve para ouvir mais algumas.

Valeu, "Nico"!

Fonte das imagens: aquivos Antônio Monteiro, Roger Franzen, Antônio Freire, Cezar Pegoraro e revista Auto Esporte.

10 comentários:

João Cesar Santos disse...

báh, o meu 2000 com virabrequim roletado ficaria o capeta... Eu li no post anterior sobre o AC que ele teria sido vendido para Curitiba, será que não é o mesmo que estão restaurando em Curitiva e que pareceu recentemente, acho que no blog do mestre joca?

Giancarlo Monteiro disse...

Meu pai é foda !

Ricardo disse...

Muito bacana esse post .
Na foto junto com o Bocão , ele está a cara do Castro Prado .
Abs.
Ricardo

Esbroglio disse...

Pois é Nico, lembro que odiei aquelas guampinhas que me colocaste sobre a cabeça sem que eu soubesse, na foto de Joaçaba. Eu também tenho esta foto mas evitei publicá-la aqui no Blog do Sanco.
Por causa delas, me esforcei muito mais para vencer o que se concretizou, pois vencí a corrida na estréia de Tarumã. Em 1970 vencí várias, fui Campeão Gaucho em 1970 e ainda ganhei uma certa namorada tua...lembras ?

Eu também lembro que teu virabrequim em Joaçaba além de roletado, tinha curso mais longo, o que te proporcionava um motor de 1800cc. e não 1600cc. como o nosso (eu e Janjão). Roletado este mesmo que foi para teu AC Puma... Bem como de uma caixa de câmbios tipo 1ou 3 da Puma.
O Zé Guedes lá do céu pode confirmar.

Assim é a história, e os detalhes são importantes.
Também faltou dizer que foste inovador e pioneiro no comércio de som automotivo, da confecção de roupas sob medida em poucas horas e dos salões de cabeleireiros masculinos modernos como seguem até hoje. Teus parceiros nestes ramos seguem fazendo aquilo que inauguraste em Porto Alegre.

Que bom saber que estás bem. Apesar da rivalidade, da época, sempre quis te ver bem.

Mas as guampinhas...a gente nunca esquece...

Nico Monteiro disse...

Caro Esbróglio 40 Anos depois peço desculpas pela "Brincadeira"das Guampinhas espero que tudo estea bem contigo.Por aqui tudo bem curtindo minhas duas Netas e relembrando nossos bons tempos no Automobilismo espero em breve estar contigo pessoalmente para podermos relembrar tudo que fizemos e dar boas "Risadas"Um Abraço Nico Monteiro!

Bruno dalmeida disse...

Grande baixo Vilmar
Saudades de ti nao so como meu preparador mas tambem das nossas cacadas de marrecao e pescarias de miraguaias que foram muitas juntas por este Rio Grande,um grande abraco .

Bruno dalmeida disse...

Grande baixo Vilmar
Saudades de ti nao so como meu preparador mas tambem das nossas cacadas de marrecao e pescarias de miraguaias que foram muitas juntas por este Rio Grande,um grande abraco .

vlademir soares disse...

Fiquei satisfeito de ser lembrado em seu blog historias de Joaçaba gostaria de acrescentar que o AC que o Nico correu na inauguraçao de Taruma o carro era meu como havia corrido e ganho uma semana antes em Curitiba o Nico correu em Taruma.tinhamos este acordo.

vlademir soares disse...

Caro Esbroglio parceiro de muitas corridas bom piloto lembro que como nao tinha carro para competir na inauguração fiquei so observando e vi voce dar um passeio no carro da MM de Sao Paulo Crispim o mecanimo chefe esbraveja nos box preciso de um piloto ao que Pereira Bueno disse da pro Vlademir eu garanto largei na segunda bateria ande em sua frente so ganhastes pois me deste um toque na traseira tenho a foto com o carro na sua frente com a dedicatoria o piloto nao tenho duvidas mas o carro sim tenho boas recordaçoes eramos felizes pois gostavamos do que faziamos um abraço bem grande Gordo Esbroglio
dop eterno parceiro

vlademir soares disse...

Caro Esbroglio parceiro de muitas corridas bom piloto lembro que como nao tinha carro para competir na inauguração fiquei so observando e vi voce dar um passeio no carro da MM de Sao Paulo Crispim o mecanimo chefe esbraveja nos box preciso de um piloto ao que Pereira Bueno disse da pro Vlademir eu garanto largei na segunda bateria ande em sua frente so ganhastes pois me deste um toque na traseira tenho a foto com o carro na sua frente com a dedicatoria o piloto nao tenho duvidas mas o carro sim tenho boas recordaçoes eramos felizes pois gostavamos do que faziamos um abraço bem grande Gordo Esbroglio
dop eterno parceiro