sábado, 3 de março de 2012

Diogo Ellwanger

O Carlos Alberto Petry, com muita propriedade, matou a charada do último Desafio. A imagem, enviada pelo Décio Renner, mostrava a carretera Ford de Diogo Luis Ellwanger.

Na opinião de Décio, e de muitos outros com os quais já conversei, Diogo foi o melhor piloto gaúcho na época das carreteras. E não é por menos: Diogo foi Campeão Gaúcho quatro vezes consecutivas, entre 1952 e 1955. Foi um dos pilotos gaúchos de maior expressão, destacando-se em provas como Alto Taquari, 500 Quilômetros e 1000 Milhas de Interlagos. Por muito pouco, mais precisamente por uma volta, não realizou seu maior desejo, o de vencer as 1000 Milhas. Chegou em segundo lugar na edição de 1957, fazendo dupla com Catharino Andreatta.

Abaixo alguns achados encontrados pelo Décio e também pelo Martim Kim que enviou as três últimas imagens.







Fonte das imagens: arquivo Décio Renner e Martim José Kim.

10 comentários:

Paulo Schütz disse...

Belas fotos, grande personagem!

Clóvis Irigoyen disse...

Já tive a oportunidade de manifestar sobre o que percebo neste Blog acerca do resgate histórico do automobilismo, tanto gaúcho como brasileiro, que aos poucos vem emergindo do convívio virtual das pessoas que aqui comparecem. Lembro que escrevi sobre deixar o tempo passar que haveria de vir mais registros antigos perdidos em gavetas e outros locais inimagináveis. Vejo prazerosamente que isso vem se confirmando. aguardemos

Rui Amaral Jr disse...

Belas fotos!Bela homenagem!

Elemar Altermann disse...

eu queria ter vivenciado esta epoca mesmo assim sou um grande fa

Elemar Altermann disse...

lembrei em Cia de Automoveis Guido Ce -6/ Blog dos Carros Antigos tem muitas fotos inclusive do piloto Osvaldinho de Oliveira aqui de Sta Cruz do Sul RS

Roberto Giordani. disse...

Parabéns Petry "velho de guerra".
Vou me penitenciar com os "deuses das carreteras" por ter errado o personagem, e logo o Diogo, de quem a muito tempo falo ter sido o maior piloto de carreteras que o Brasil teve, e depois com DKW também. Tive a felicidade de acompanhar corridas do "Alemão" desde os tempos das Carreteras e depois em excepcionais corridas com DKW: era inigualável em carreteras e consistente nos Auto Union DKW.
Vamos lá, Sanco, nos brinde com outras fotos e histórias fantásticas como estas.
Um grande abraço.
Roberto Giordani.

Roberto Giordani. disse...

Parabéns Petry "velho de guerra".
Vou me penitenciar com os "deuses das carreteras" por ter errado o personagem, e logo o Diogo, de quem a muito tempo falo ter sido o maior piloto de carreteras que o Brasil teve, e depois com DKW também. Tive a felicidade de acompanhar corridas do "Alemão" desde os tempos das Carreteras e depois em excepcionais corridas com DKW: era inigualável em carreteras e consistente nos Auto Union DKW.
Vamos lá, Sanco, nos brinde com outras fotos e histórias fantásticas como estas.
Um grande abraço.
Roberto Giordani.

luizborgmann disse...

Na última foto, à frente do #22 aparece, de óculos, "o velho" (Catarino Andreatta).
luiz borgmann

Eduardo Jacob Ellwanger disse...

Belas fotos. Assisti muitas provas, no tempo de criança, com estas carreteras.

Ricardo Almeida Martins disse...

Como admirador e antigo proprietário dos pequenos 3=6 desde 1971 até 2001 e revendo estes ótimos depoimentos pesquisei agora e constatei que o Diogo Ellwanger chegou em quarto lugar nas primeiras 24 horas de Interlagos , com DKW , em 1960 fazendo dupla com nada menos que o pioneiro da marca Karl Iwers , chegando a frente de vários carros nacionais de maior cilindrada . Em 1961 repetiu o feito chegando em 7º lugar , como sempre o primeiro DKW a cruzar a linha de chegada . Feito notável frente a duração da corrida , a mais longa da época.Assim deduzimos que foi fantástico com vários tipos de autos .