domingo, 22 de abril de 2012

Desafio da Semana

Um Fórmula 2 andando na rua? Onde? Quando? Quem?
Mãos à obra!

12 comentários:

Francis Henrique Trennepohl disse...

Com certeza absoluta é Floripa, provavelmente em 1986 ou 1987. O piloto é César "Bocão" Pegoraro.
Abraço

vilsom disse...

Isto, isto, isto ... Bocão, Floripa. Estive tirando retratos nessa prova.

R.Mantovani disse...

Olá Sanco!!
Esta foto é no aterro da Baía Sul, Floripa, onde mais tarde foi construido o túnel.O piloto é o Bocão.

granito disse...

O piloto é Pedro Bartelle Grendene abandonado nas ruas de floripa em 1986 ultimo ano da F-2 Codasur

Paulo Schütz disse...

Acho que o Granito está certo. Pedro Grendene Bartelle.

luizborgmann disse...

Ei Francis, essa pegaste bem, só na Colombo Sales, bem ali, já passaste umas 2.000 vezes ou mais...Então, se é na Baía Sul, acho que lá atrás, do outro lado, é possivel ver o Hotel Iate Clube, onde estive algumas vezes e os hermanos chegavam aos montes, bem no estilo "dáme dos". Ei Leandro Sanco, a propósito desta foto, já andei perguntando para alguns do meio automobilistico a respeito do patrocinador Pierre Alexander, que teve esse nome estampado também em diversas outras categorias. Muitos não souberam nem responder de onde vinha, e o que significava essa grife(a razão do nome). Eu somente suponho quem são, você pode esclarecer, é claro.
luiz borgmann

Roberto Giordani. disse...

Oi amigos !

Pierre Alexander era a marca de cosméticos. A empresa era gaúcha, mas a indústria era em São Paulo. O Presidente da empresa na época, era Luiz Fernando Osório, gaúcho de Pelotas, infelizmente precocemente falecido. Seu genro na época era João Francisco Justo, irmão do Fernando Justo, este último, pai do Bruno Justo, um dos pilotos vencedores das 12 Horas de 2011: todos meus sobrinhos diretos.
A empresa como tal já não mais existe, e a marca hoje pertence a uma empresa também de cosméticos de São Paulo. Espero ter esclarecido.

luizborgmann disse...

Olá Roberto Giordani, esclareceu a dúvida em relação ao nome e procedencia da grife Pierre Alexander. Muitas vezes essa marca estava em parceria com a Grendene nos carros, o que fez muitos acreditarem nos nomes de Pedro e Alexandre (Pierre Alexander), desta última citada...mera suposição, portanto.
luiz borgmann

Anônimo disse...

Casualmente eu foi quem recortou as letras deste carro para o grande Marquinhos da Sprint pintar. Na epoca não existia os ploters...era tudo na mão mesmo...
Dirk Werk

Roberto Giordani. disse...

Caro Borgmann !
Pertinente a tua suposição pela junção afrancesada dos nomes dos pilotos Pedro e Alexandre.
Na verdade, Luiz Felipe Osório, e não Luis Fernando Osório como escrevi acima,tinha um ótimo relacionamento com os Bartelle e com o próprio Cezar Pegoraro, o que facilitou o aporte financeiro para que o Bocão pudesse desenvolver seu projeto de piloto.

Anônimo disse...

Caro Sanco, td blz?
Pierre Alexander, como o Giordani explicou, era uma marca de cosméticos.
O proprietário, Luiz Felipe Osório(PIPE), foi um grande amigo que tive e que durante dois anos foi co-patrocinador da equipe.
A foto, confirmada por tds aqui, foi feita em Floripa, na única vez que a F2 se apresentou naquela cidade.
Casualmente a marca(Pierre Alexander) era o nome dos irmãos Grendene, afrancesada, mas não tinha absolutamente nada a ver com a empresa deles.
O carro em questão, era do Pedro.
Abrs
Bocão

vilsom disse...

Tchê, Boca:
Uma daquelas fotos do famoso arquivo de Cesar Pegoraro (com acento, sem acento?, com s ou com z?) do F2, com a ponte Hercílio Luz ao fundo não seria uma das tantas que um tal de Lambe-Lambe retratista bateu naquele dia? Dizem as más línguas que o desinfeliz fez as fotos e, quando a prova começou a ficar monótona, mandou-se para a praia da Joaca, a fim de dar uns "marguio", como dizia o Deoclécio.