segunda-feira, 28 de março de 2011

Semp Toshiba Racing Team

Mais alguns adesivos enviados pelo "Chico" Feoli, agora da época da Fórmula 2 Brasil. Eles mostravam todas as pistas nas quais a temporada brasileira era disputada, ou melhor, quase todas, já que Goiânia não aparece.

Abaixo os carros de 1981, primeiro ano da categoria e 82.



Fonte das imagens: arquivo Francisco Feoli.

15 comentários:

Roberto Giordani. disse...

Chico : poderias identificar os chassizes que aparecem nas duas fotos?
Um grande abraço para ti e outro para o Sanco.
Roberto Giordani.

Tohmé disse...

que coisa mais linda...

Tohmé disse...

Sanco, manda seu endereço cmpleto (novamente) pra mim, pois achei mais umas coisinhas que não podem ir por email.

luizborgmann disse...

Eu tô achando que na primeira foto está o ex-Polar VW1600 do Feoli já adaptado com motor Passat (BS1600 bielinha)pelo Martinewski. O Outro monoposto era dos primeiros Muffatões, me parece que ainda era um Berta VW.
luiz borgmann

Aloisio disse...

Na primeira foto o chassi era um Polar da extinta Fórmula Super-Vê, que teve reforços feitos pela Equi pe Cambial,onde trabalhavam Zé Laênio,Martinewski e Satti. A carenagem foi por mim sugerida e
desenhada com total apoio do piloto
Chico Feoli. Para sua construção, foi contratado o mestre "Cachapuz" de N. Hamburgo. No mesmo ano, com
a chegada dos novos Berta, o cansa
do Polar foi aposentado.

Aloisio disse...

Ainda sobre o polar, deve-se obser var que o mesmo estava sem as asas
dianteiras, pois o Chico estava, nesse dia, testando suas configura
ções. Na prova do Rio de janeiro foi utilizado um spoiler dianteiro
inteiriço, acima do "nariz" da care
nagem. Nas próximas provas,o mesmo
teve sua configuração final com
asas dianteiras bi-partidas.

Anônimo disse...

Boas essas revelações feitas pelo Aloisio sobre a carenagem exclusiva do Polar.O Muffatão do Feoli foi o 1ºvendido depois do utilizado pelo fabricante Pedro Mufatto(com grande participação do Jan Balder diga-se de passagem-que fornecia uma série de componentes. Pergunto para o Aloisio se o chassis Berta(que está aqui no Museu)veio em 1983 ou 84? PAULO A.TREVISAN

Aloisio disse...

Bom dia Paulo Trevisan, não tenho
como saber se o chassi que aí está
foi fornecido pelo Feoli.
Se foi, o seu ano de fabricação é de 1981. pois o Chico não fechou a
trágica temporada ( falecimento do
A. Castro Prado) com o renovado
Polar.

luizborgmann disse...

Depois das apresentações do piloto Pedro Muffato com o seu Berta VW, e sabendo da oferta/montagem/fabricação do monoposto em Cascavel, houve uma avalanche de pedidos. Tinha de entrar na fila, alguns até se dispunham ao pagamento à vista para a primazia no recebimento. Alguns afirmaram que os primeiros carros, até uma dezena, foram Berta VW CKD, pois a nacionalização de componentes se tornou necessária para reduzir custos, mas o desenvolvimento de fornecedores, testes de resistencia, fadiga e outros, tiveram sua demora. Porisso, creio que alguns carros, especialmente os primeiros, eram Berta genuinos, e os outros, posteriormente nacionalizados e tropicalizados, passaram a ser denominados Muffato.
Será que é isso?

Aloisio disse...

Quem poderia desfazer essas dúvidas
seria o Pedro Muffato. Lembro-me que na corrida de Cascavel (última
do C. Prado)vários componentes das equipes foram visitar a oficina/fá-
brica do Muffatão. Nessa mesma pro-
va houve o "Debut" do Berta que chegou a liderar a prova folgada mente, parando posteriormente com
problemas elétricos.

Aloisio Adib

Anônimo disse...

Não Aloisio,antes de 1983 não existia nenhum Berta no Brasil e apenas os Muffatão. Em 1981 o Feoli corria com esse Polar.A questão é que ainda no final de 1983 o Feoli corria com o Muffatão e até hoje fico na dúvida se o chassis é 83 ou 84 e vou continuar com a dúvida. A origem do carro é a seguinte o Paulo Barreto de Sta,Maria(contra quem eu corria de Gordini em pista de terra)comprou nos anos 80o Berta do Feoli e até correu com a pintura preto e amarelo usando apenas o nº21(tenho tudo documentado).Em 1993 eu comprei e fiz 3 anos de Fórmula Ford como o Barreto já o havia transformado.Hoje ele está mais forte que o orginal porque está com motor 2litgros injetado e recebeu de volta seu câmbio Merigi Argentino.PAULO A.TREVISAN

Aloisio disse...

Boa noite Trevisan,
Acho que estás equivocado. Eu mantinha contatos semanais com o Feoli e fui com a equipe Cambial/ Semp-Toshiba a prova de Cascavel.
Nela estava estreando o Muffatão com assistência "IN LOCO" do Orestes Berta. Conversamos com
ele inclusive...
Também corrida participaram carros que nunca mais ouvi falar: O Polar "em cunha"com carroceria de alumínio da Equipe Denin, pilotado na época pelo Alfredo Guaraná. Um Cianciaruso-Passat, um Bino do Para
ná com motor Dodge, o Polar do Leopoldo Abi Eçab, um Polar-Fiat da
equipe Nívea. Duas ou três após o
F. Feoli encomendou o seu Muffatão e terminou 1981 com o Muffatão.

Anônimo disse...

Em seu primeiro ano, a F2BR abria a possibilidade para muitas combinações chassi-motor. O Polar Denim do Guaraná ainda esteve na ativa em 82, passando pelas mãos do Toninho Da Matta e depois do Alvaro Buzzaid. O Cianciaruso-Passat creio que só competiu em 81. Esse Bino-Dodge devia ser o carro do Ivo Mendes Lima e o Polar tinha um motor Fiat Turbo e era pilotado pelo Elcio Pellegrini.
Caranguejo

Aloisio disse...

Valeu Caranguejo!..., tens notícia
do Bianco F-2, que foi encomendado
pelo Leopoldo Abi-Eçab? ( o qual
parece que nunca correu e não dei-
xou rastro...)

Anônimo disse...

Aloisio:
Toni Bianco estava com o projeto bem adiantado lá por 82 e recordo de ter visto o carro em uma reportagem da Revista Motor 3, que era uma boa revista, mas só dava espaço para algumas categorias. Acho que não chegou a ir para as pistas. Uma pena, pois Bianco desenvolveu outros projetos no passado.
Abç
Caranguejo